As nossas gracinhas, as fotos, os vídeos...tudo sobre nós

O Bernardo está a crescer...
A Inês está a crescer...
27
Jan 09

 

Pois é verdade, para quem ainda não sabe, o Bernardo nasceu dia 12 de Janeiro de 2009, às 15h12. Pesava 3.250 Kg e media 51 cm. Nasceu 3 semanas mais cedo do que o previsto, já estava farto de estar no quentinho resolveu vir apanhar ar fresco mais cedo...

Vou passar a contar como tudo aconteceu!

Domingo, dia 11 de Janeiro de 2009 estava eu deitada quando senti um líquido a escorrer, fiquei um pouco preocupada, pois como ainda era cedo para ele nascer pensei que pudesse ser alguma hemorragia, levantei-me logo e mal ponho os pés no chão mais água escorreu, bastante mais água! Ao ver que a água estava transparente fiquei mais descansada, pois se tivesse uma cor verde/ acastanhado queria dizer que o bebé estava em sofrimento...

O relógio marcava 12h20, quando disse "Rui rebentaram-me as águas!" ele levantou-se e disse então agora vamos para o hospital, mas como as contracções ainda não tinham começado fui tomar uma banhoca, comer o pequeno almoço e pôr umas coisas na mala que faltava para levar para o hospital.

Cheguei ao hospital eram 14h30, uma parteira fez-me uns quantos exames mais o CTG para ver se estava tudo bem com o bebé, depois disso preenchi uns quantos papéis e finalmente chegou o médico que me levou para fazer uma ecografia para ver a posição e o tamanho do bebé. Disse-me que o bebé pesava por volta de 3 kg e que estava em boa posição para fazer um parto normal. E eu que ia convencida que ia fazer uma cesariana, porque sempre pensei que o bebé não estava virado para baixo!!!

Por volta das 18h mandaram-me comer qualquer coisa porque tinham aparecido mais duas grávidas com partos urgentes, depois de comer e de dar umas quantas voltas, lá me chamaram. O médico observou-me outra vez, enfiou-me uma agulha enorme e grossa para me ligarem o soro e fez com que mais água saísse...Fiz mais um CTG estava tudo bem com o bebé e mandaram-me ir dar mais umas voltas a pé para ver se as contracções apareciam, uma hora depois voltei para ser observada e o médico só me perguntava "e dores já há?"...mas nada.

Até às 23h foi sempre assim a dar voltas a pé e fazer CTG, a parteira bem que me perguntava se os altos que apareciam no gráfico não eram picos de dor, mas nada...ainda não sentia dores nenhumas.

Lá me mandaram para um quarto e ao Rui mandaram-no para casa, tenho me esquecido de mencionar mas o Rui esteve sempre a meu lado.

Deitei-me por volta das 23h30, sem sono nenhum pois andava habituada a deitar-me por volta das 2h da manhã, e foi por volta dessa hora que o sono começou a aparecer...o sono e as dores resolveram aparecer à mesma hora. Ainda aguentei na cama até por volta das 6h, foi quando resolvi ir para a zona dos partos, lá avisei a enfermeira e telefonei ao Rui a dizer para ele vir ter comigo.

Mais um CTG, mais umas voltinhas a pé que já começavam a ser dolorosas quando vinha uma contracção, passado uma hora voltava para mais um CTG até que uma nova parteira apareceu a dizer que se eu tivesse dores que ela tinha uma infusão por via intravenosa ou uma injecção no rabo, nunca falou na epidural!

Por volta das 12h, as dores já eram insuportáveis mesmo depois da infusão que não fez as dores desaparecerem, a parteira disse que me ia preparar um banho de imersão para ver se relaxava. Entrei num quarto com música ambiente, com velinhas acesas espalhadas e com umas luzes no tecto que mudavam de cor. O Rui a tentar animar-me só dizia até velinhas tem e ria-se. Lá entrei na banheira mas só aguentei estar lá uns 15 minutos, as dores eram mesmo muitas...chamei a parteira e nessa altura já lhe pedia a epidural, mas o raio da mulher deve ter andado na tropa que parecia um coronel e só dizia que eu aguentava que não era preciso epidural. Lá voltei para a sala de partos onde ela me deu a tal injecção para as dores, mas não teve efeito nenhum, o Rui disse que no gráfico a intensidade das contracções tinha baixo um bocado, mas eu sentia as dores à mesma. Mais uma vez lhe pedi a epidural e ela disse já esta com 6cm de dilatação a epidural pode levar uma hora a fazer efeito e nessa altura o bebé pode já ter nascido...isto por volta das 12h30.

Bem lá continuei com as belas contracções e sempre que vinha uma lá chamava o Rui para me dar a mão e me ajudar na respiração, é bom que se diga que o cansaço era tanto que eu e o Rui quase que adormeciamos entre as contracções, chegou uma altura que parecia que a dor era contínua, havendo picos em que a intensidade era maior, uma das contracções deve ter sido tão forte que o Rui só dizia, essa foi tão forte que o gráfico nem tinha escala para ela, deixou um traço horizontal na escala máxima.

Lá mudou outra vez o turno e veio outra parteira, quando ela chegou já estava com a dilatação completa, chamou uma médica para tratar do bebé e lá chegou a hora de fazer força, e que alívio quando se começa a fazer força parece que as contracções nem se sentem tanto, mas já estava tão cansada que foi complicado fazer força. Tinha que esperar por uma nova contracção para voltar a fazer força, o bebé já estava com a ponta da cabeça de fora  e ela levou-me a mão para sentir a cabeça do bebé e parece que me deu mais energia pois foi logo na contração a seguir que ele saiu, parecia um foguete com a rapidez que saiu.

Enrolaram-no a um cobertor e meteram-no no meu peito e cortaram-lhe o cordão umbilical

...foi a melhor sensação do mundo vê-lo com olhos fechados e abri-los quando estava ao meu colo.

Tenho de dizer que o Rui foi o melhor companheiro que eu podia ter tido nessa altura deu-me todo o apoio que eu precisei.

Amo-te muito meu marido lindo :)

 

 

publicado por Coelhinha às 12:28
sinto-me: Apaixonada pelo meu filho!

comentários:
Foi de veras um dia cansativo e violento.

Mas agora tudo ficou para tras e bem esquecido. . .

A experiencia de tratar e educar um ser humano e' unica e motivo suficiente para esquecer todas as dificuldades ate aqui.
Anónimo a 28 de Janeiro de 2009 às 19:41

Muitos parabéns, querida mamã, pelo nascimento do Bernardo, que é liiiindo!
Desejo-vos muitas felicidades :-)
Mil beijinhos,Sofia,Pedro e Joana
sofia a 30 de Janeiro de 2009 às 13:34

Muito obrigada :-D
É tão bom ter um filho.
Beijocas
Coelhinha a 30 de Janeiro de 2009 às 18:50

Carta do Bernardo para o Pai Natal
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
28
29
30


mais sobre mim
RSS
blogs SAPO